quinta-feira, 30 de junho de 2011

Ter um blog é...

Ter um blog  é...
ter uma intimidade coletiva
metaliguisticamente construída
pelo místico devir.
Ah, ter um blog é...
participar de uma suruba retórica
cheia  de "nós"



quarta-feira, 29 de junho de 2011

Resposta...






O que sinto por você? Simples!!!Sinto mágoa e é tão grande que me impede de manter qualquer diálogo  com mais de uma palavra. Meu caro, ainda não me desceu aquela desculpinha esfarrapada de que estava indo embora porque gostava de mim. Quem gosta não larga por qualquer medinho besta.  Quem gosta cuida,,,cuida de si, cuida do outro. Creio que seja exigir d+ da minha condição humana esquecer tudo assim, no estalar dos dedos...como se feridas fossem abertas e fechadas com um simples piscar de olhos.  E tudo isso por quê? Só por ter  pintado as unhas, mudado o corte de cabelo... taí mais uma prova de sua superficialidade, pois , a imagem é outra, eu sei. Entretanto, o que se passa lá dentro continua o mesmo.  Sou feita de carne e sentimentos. não se esqueça. Posso ter errado ao te desejar, ao te gostar...mas, isso não significa que algum dia repetirei essa mesma melodia. Não vou. Figurinha repetida não completa álbum... amor em repetição não cura a alma. Vai lá, segue teu caminho... o meu estou seguindo. Estou bem, "tô boa". Entenda de uma vez, ao meu lado não há espaço para covardes medíocres que fazem do amor um motivo de fuga só para não correr os riscos inerentes a vida. Vai...

PS: Aproveite  para levar contigo meu coração partido, já que no meu peito o espaço existente não lhe compete mais...




segunda-feira, 27 de junho de 2011



Estou pronta para tudo que me cabe ao caminho. Ontem ouvi " na sua estante" e por incrível que possa parecer, não chorei. Sorri!!!Dizem por aí que sorrir é sintomático. Afinal, só é possivel estar curado quando se consegue rir do que passou. Pois é, agora que meu universo encontra-se em expansão , não preciso ter pressa de encontrar alguém. Não pense que isso  possa ser receio sei que acontecerá, quando menos esperar terei um monte de caquinhos pelo chão, sou humana e sofrimento faz parte...Vou seguindo meu caminho colhendo as flores da estação. Uma hora dessas eu hei de encontrar um sorriso  largo capaz de beijar meus lábios e ainda conter um mundo... não tem como escapar sofremos, ralhamos, deprimimos mas no final gostamos  mesmo é de um clichê. O Caio diria: que seja doce...prefiro dizer assim: Que seja!!!Porque de um modo ou de outro sei que no final eu volto sempre a sorrir. Agora, bem mais consciente aprendi, sem querer, a emergir aos meus naufrágios...







quinta-feira, 23 de junho de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Nunca senti tanto desejo de lhe encontrar como agora. Queria te dizer que mudei.  Sabe aquela garotinha assustada que vc trocou por alguém mais mulher...ela cresceu. Aprendeu a caminhar, a ser o que nunca foi.... Contudo, foi preciso muita paciência e afetos sinceros por si mesma. Não foi fácil, durante muito tempo dormi com o travesseiro molhado, nariz escorrendo até retirar lá do fundinho do peito todo aquele sofrimento que guardei por anos escondido: frustrações, decepções, a venda  que me cobria os olhos, o peso que entulhava no coração... não me arrependo de nada, nem mesmo dos dias que passou por aqui. Experiências boas e experiências ruins, no final, nos tocam do mesmo modo porque nos fazem mudar. Eu mudei, você tb mudou,  e nada mais é...e para o nós tudo foi. Agora que desejo tanto lhe encontrar só para te mostrar minha sobre vida percebo que de todas as conquistas e entre todas as mudanças a mais significativa é descobrir que há amor onde você não está.

domingo, 19 de junho de 2011

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Sem explicação

O sorriso brotou sem muita explicação, sem maiores motivos. Foi aquecendo tudo, transbordando a alma de tantos sentimentos fofinhos. Era tão bom sentir-se assim, viva.Ergueu a cabeça e iniciou uma oração silenciosa. A essa altura já não pedia nada, só agradecia. Sabia que aquelas cicatrizes uma hora seriam esquecidas e tudo seria uma simples lembrança para momentos banais.Hoje forte, caminhava com as próprias pernas... sem muletas humanas que a pudessem sustentar. Estava feliz e nada, nem ninguém precisava explicar ou teorizar os porquês...estava feliz, isso lhe bastava.




quarta-feira, 15 de junho de 2011

Quando....




♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

.Saudadinha

Quando fecho meus olhos ainda posso ver a cama armada na varanda e aquele seu jeito todo especial de contar estrelas. Sinto saudade dos dias em que os nossos mundos se encontravam  entre aqueles  passos marcados no meio do salão improvisado, sempre que puxavámos a mesinha de centro para o lado. Ah, ainda sinto o cheiro da loção depois da barba feita. Pensei que o meu nundo nunca mais fosse ter sentido e tive  medo  de esquecer com o tempo de todas  essas fagulhas de ti, que hoje são tão partes de mim. Posso senti-las com a mesma força de outrora. Pensei que a saudade seria meu algoz, mas na verdade é ela que mantém viva os pedacinhos da alma onde criptografei nossos momentos. Saiba, ainda junto moedas em potinhos de remédio.Já não as uso para alugar VHS, na verdade, nem existem mais, Agora elas servem para pagar as sessões de cinema. É, só agora me dei conta do tempo, das horas que correm em direção ao futuro...Lembra daqueles dias quentes de verão em que tomavámos sorvete de coco e comiamos pastel quentinho... algumas vezes, a rotina diária é tão dura que passo semanas sem tê-lo no pensamento. Entretanto, não te preocupes, aí onde estiver, continuo olhando as estrelas. Afinal, são elas que sempre me levam até você.

-





♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

terça-feira, 14 de junho de 2011

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Hoje vou de Fernanda

 Hoje minha verborragia  foi assim...

"A verdade é que me enchi, De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame.
Fico pensando como chegamos a esse ponto. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser.
Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar?
Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando.
Bom é isso, se agora isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes..."
Fernanda Young


quinta-feira, 9 de junho de 2011

Quer saber...

Ah, entendi...simples assim: vc quer sexo!!! Poxa, que beleza. Então, me poupe das suas misérias afetivas. Não preciso que me envolva num ardil qualquer, sei onde irá terminar. Tentarei te explicar. Desejo pra mim é coisa simples sem maiores detalhes ou elaborações, um corpo no outro. Tá, tem o lance do cheiro e da pele, ainda assim continua sendo simples e fácil de se conseguir.em qualquer esquina, em qualquer bar tem alguém interessado em satisfazer seus desejos rudimentares... a posição pode variar, o toque pode ser bom ou ruim, mas no fim é tudo igual. Um suspiro, uma alma atordoada e tudo volta ao mesmo ponto. Olha,  a mercadoria nem precisa ser tão boa, tão vistosa... por isso, não me venha com essas histórias, não é preciso iludir meu coração com falsas promessas ou possíveis frases ambiguas. Sexo é instinto nada mais... Contudo, preste bem atenção quero mais que isso, quero emoção, quero meu afeto bailando com o seu. Não quero viver como se na minha testa estivesse tatuado a palavra "STEP", porque não sou assim. Gosto do que é complexo do que se  constrói através do olhar, dos atos, das palavras sinceras vindas do coração...



quarta-feira, 8 de junho de 2011

Musiquinha - Rafinha Acústico

"Me chame para brincar tb"

terça-feira, 7 de junho de 2011

Encontro...

Lá estava ela olhando fixamente para o nada. Há tempos sentia um aperto no peito...chegou a pensar que poderia ser algum problema cardíaco ou coisa do tipo. Contudo, naquela tarde e bem mais claro que  em qualquer outro dia se deu conta do que sentia...apertou os lábios antes que  as lágrimas começassem a se jogar de dentro dos olhos. Chorou...um tanto tão grande e intenso que sua roupa ficou totalmente molhada. As pessoas que passavam  a olhavam tentando entender o que uma moça tão jovem, bonita estaria passando para se entristecer tanto. Aos poucos foi se recompondo do turbilhão de sentimentos a pulsar no peito. Sentia que um espaço havia sido aberto...toda dor, todo sofrimento daquele instante se convertia na mais pura saudade, na mais doce alegria. Pois, depois de tanto tempo perdida se encontrará num canto secreto do próprio coração.





segunda-feira, 6 de junho de 2011

Aluguel

domingo, 5 de junho de 2011

À Flor da Pele

O Que Será (À Flor da Pele)
Chico Buarque
 
O que será que me dá
Que me bole por dentro, será que me dá
Que brota à flor da pele, será que me dá
E que me sobe às faces e me faz corar
E que me salta aos olhos a me atraiçoar
E que me aperta o peito e me faz confessar
O que não tem mais jeito de dissimular
E que nem é direito ninguém recusar
E que me faz mendigo, me faz suplicar
O que não tem medida, nem nunca terá
O que não tem remédio, nem nunca terá
O que não tem receita

O que será que será
Que dá dentro da gente e que não devia
Que desacata a gente, que é revelia
Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de uma folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os ungüentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda alquimia
Que nem todos os santos, será que será
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que não tem limite

O que será que me dá
Que me queima por dentro, será que me dá
Que me perturba o sono, será que me dá
Que todos os tremores me vêm agitar
Que todos os ardores me vêm atiçar
Que todos os suores me vêm encharcar
Que todos os meus nervos estão a rogar
Que todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz implorar
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem juízo



 Preste atenção "Eu Tô falando de Amor e não da sua doença"

sábado, 4 de junho de 2011

Bruno Mars The Lazy Song legendado tradução (live) [HD]



Bom domingooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!

Eu vejo...





Nos teus olhos tão distantes. Construi um mundo, onde fadas e gnomos costumam aparecer. E mesmo que ninguém mais veja. Eu vejo: as fadas, os gnomos, Teus olhos...vejo você.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Dia triste

Para ser feliz existe muito tempo nessa vida, mas para ficar triste não há. Então, resolvi...acordei triste. Levantei da cama meio que sem querer com os dois pés esquerdos. Nem liguei, era o meu dia de não sentir nada além de tristezas , até esbocei um sorriso meio pendendo para o lado direito, apenas isso. Não tenho obrigação de ser feliz todos os dias, esse é meu dia infeliz... dia em que a tristeza me pegou no colo, me fez um afago e disse: chore!!!Eu chorei. Chorei sobre todos os dias da minha vida. Chorei porque senti vontade, Chorei porque já não via saída. Chorei porque  não queria sorrir. chorei porque a tristeza me deu a mão Chorei porque chorar tb faz bem. Sabe, tenho pensando... buscamos tanto a felecidade em tantas coisas, de tantos jeitos  que nos esquecemos que viver nossas tristezas tb é importante. Vivemos em um mundo onde ser feliz é um direito de todos, Daí, preconizamos as tristezas, como se fosse a escória dos sentimentos. E não para por aí, porque tristeza é coisa de gente fraca, gente burra, coisa de covarde.  Bom mesmo é sorrir sem vontade feito o Bozo. Responda-me baixinho...vc é feliz todos os dias? Sei a resposta, vc tb sabe...Não quero essa felicidade ilusória dos tempos modernos, quero o direito de poder me entristecer... de chorar porque perdi meu apontador...  afinal, só eu sei qual o seu valor. Amanhã pode ser que eu esteja feliz e meu riso seja sincero. Entretanto, deixa eu ficar de cara inchada, nariz vermelho e coração apertado...porque hoje  sou toda tristeza e ela toda é minha.



quarta-feira, 1 de junho de 2011

Melhor assim...

 Ela tentou se concentrar nas  tarefas diárias.  Pegou a vassoura para arrumar a parte  da vida passível de arrumação...Catou as fotos cuidadosamente dilaceradas em minúsculos fragmentos. Atentou-se para a fúria da noite passada. Custou a acreditar na estupidez de seu ato. Buscou dentro da gaveta algo que pudesse consertar aquele estrago...lembrou-se que dali por diante nada mudaria as palavras ditas sem pensar. Amava tanto, tanto aquele sujeito mesquinho e insensível  que já não encontrava dentro do peito onde estava o amor por si. Por um momento, refez o caminho inteiro da última briga...no canto dos olhos as lágrimas em polvorosas se aglutinavam, apertavam-se, espremiam-se querendo sair. Levantou-se da cama como quem não quer nada, não queria aquele sofrimento da noite passada, já sofrerá o bastante até ali. Ligou o rádio no último volume  e na tentativa de convencer o coração, disse baixinho:  foi melhor assim...




Term of Use

Observar é interessante, comentar é obrigatório

Breves linhas

“Seja você quem for, agora, segurando a minha mão, sem uma coisa há de ser tudo inútil_ é um leal aviso que lhe dou, antes que continue a me tentar_ não sou aquele que você imagina, mas muito diferente. “ ---Walt Whitman----