segunda-feira, 31 de outubro de 2011


terça-feira, 25 de outubro de 2011

domingo, 23 de outubro de 2011

Paulinho Moska - Seu Olhar




...gosto quando olho pra você
gosto mais quando seu olho vem
Na direção do meu
Gosto ainda mais quando esquecemos
Onde estamos
e olhando em volta escolhemos
a mesma coisa para olhar...

sábado, 22 de outubro de 2011

A menina do conta Gotas...



Encheu seu conta gotas com os sentimentos mais nobres. Sabia que dali por diante  as doses seriam sempre homeopáticas, nada além do preescrito, doses controladas de tudo que lhe pudesse atingir em cheio o coração. Não queria o vício e por isso se contentava  com o  falso controle exercido sobre seu sentir. Uma risada nunca era inteira. O choro durava apenas alguns minutos, assim levava a vida  crendo que poderia mensurar o seu  sentir.  Olhava para o passado em tempo real como se a vida em algum momento o botão do pause tivesse emperrado. Talvez por isso, acreditasse tão fielmente que nada além do pensando, calculado, repensado pudesse lhe acontecer. Estava sempre preparada para tudo, controlava os riscos.. Seus romances duravam  semanas, nunca meses. Era difícil estabelecer qualquer relação nova. Nunca era a hora, o momento certo, a pessoa certa...antes de dormir tecia um tipo estranho de oração, onde questionava a Deus o porquê daquela falta de sorte. Seguia sempre pela mesma rua, vestindo sempre as mesmas roupas, o mesmo corte de cabelo , as mesmas idéias.  Odiava os pós-modernos e sua tendência crônica à mutabilidade. Por isso, dificilmente frequentava outros locais sem ser a  fortaleza â qual denominava casa. Talvez, por esse motivo, nunca tenha percebido que ao usar o fabuloso poder do conta gotas sentimental  após tanto tempo  desenvolverá  um efeito colateral quase imperceptível... havia petrificado seu coração. Ao contrário do homem de lata, que possuia um coração sem saber tê-lo.  A menina do conta contas sabia da existência do seu  e o classificava sem pestanejar como ineficiente e inoperante. Decretava assim sua morte em vida, pois, todas aquelas ruínas do passado haviam transformado seu pequeno coração no mais refinado e insalubre pó.



quinta-feira, 20 de outubro de 2011

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Exception

Talvez eu saiba em algum lugar no fundo da minha alma
Que o amor nunca dura
E nós temos que arranjar outros meios
De fazer isso sozinhos ou manter a cabeça erguida
E eu sempre vivi assim
Mantendo uma distância confortável
E até agora eu jurei pra mim mesma
Que eu era feliz com a solidão
Porque nada disso nunca valeu o risco
                      ( Paramore)

mas...


terça-feira, 18 de outubro de 2011

Escutaaaaaaaaa


Chega de ficar  implorando para Deus te levar para longe dessa loucura diária. eu sei que você anda perdendo o fôlego,  pela manhã seu corpo parece sem vida  e tudo que te resta ao final do dia é a certeza de não ter feito nada, nada, nada. A vida tem dado voltas em torno de ti. Nem precisava contar, é tão nitida essa tua incontinêcia vital, sempre se escorando nas paredes de palha dessa sua casa velha, feia e maltratada. Não consegue? Ah, consegue sim. Ou será que ainda insiste em acreditar  que a felicidade é uma exclusividade da vida  alheia. Escuta, essa história de Karma, de casta  não passa de um subterfúgio para aqueles que desistem em vida. Não é fácil ter a carne dilacerada, o coração triturado e o espirito engaiolado, entretanto, nada disso me desperta pena de ti, quantos outros por aí, sofrem dessa mesmice. Não me excluo, não me excluo... Lá vem , não me diga que não tenho noção do seu sofrimento, porque terei que concordar, não tenho mesmo. Sofrer, como  qualquer outro sentimento, é subjetivo, O que  desejo que compreendas é que ficar implorando a Deus uma morte rápida, o abate não resolverá teus problemas. Afinal, se existe um Deus que olha por todos nós misericordiosamente ele  deve estar lá do alto repetindo baixinho em seu ouvido: não desista, estou contigo. O problema é que tu estás tão empenhado em reclamar, injuriar, ser o coitadinho da história que dificilmente o ouvirá e verá no mundo que não és o único em agonia pela simples comodidade do sofrer.





Palavras


A palavra tem o dom de curar, de aproximar, juntar,  aquecer, orientar, esclarecer, perpetuar, enriquecer,  matar a saudade, secar lágrimas ou fazê-las escorrer, amenizar, abater,  dissolver conflitos,  estabelecer...mas, palavras precisam de atos e da concretude diária para ser na prática o que é em tese. Porque palavra por palavra  é apenas nada enfeitadinho com bordado inglês.



sábado, 15 de outubro de 2011

visão



Add caption

Daqui por diante serei clichê,,, então, se não está acostumado(a) a me ver falar de sentimentos tão bonitinhos copie, cole e arquive. Pois, este é um momento raro, meu caro.

Enquanto  tu dormias  te olhava sem culpa, sem pressa. Gravei cada particula do que via dentro da retina e gostei. Gostei sem pressa, sem confusão... certa de que aquela era  a melhor visão do mundo. Te var assim tão desprotegido  entrgue aos braços de Morpheus despertou em mim um desejo desvairado  de lhe guardar dentro de um abraço, lá onde tudo se finda: a saudade, as dores, o tempo... e mesmo não acreditando na eternidade infinda por um segundo te gravei dentro de mim. Ah, pequeno tu não sabes nada de mim e me vens com esses momentos simplistas e tão desprovidos de formalidades banais...sem flores, sem chocolate,  sem as benditas borboletas bailarinas, sem promessas. E eu cada vez mais envolvida nesse ardil. Faz tempo que tirei a armadura e deixei que tu me golpeasse tão complacentemente. Não é amor, não é paixão... é um misto  de tudo que se pretende ser sem qualquer obrigatoriedade. É o mistério do planeta, "é o oposto do osso"...sem perguntas, sem respostas seguindo apenas as matizes do tempo...




domingo, 9 de outubro de 2011

ELemelê

"Então me vens e me chega e me invades e me tomas e me pedes e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim, sem urgências, e me concentro inteiro nas coisas que me contas, e assim calado, e assim submisso, te mastigo dentro de mim enquanto me apunhalas com lenta delicadeza deixando claro em cada promessa que jamais será cumprida, que nada devo esperar além dessa máscara colorida, que me queres assim porque assim que és..."

Caio Fernando de Abreu


Better Man (Madison Square Garden - New York, NY 5/21/201...


Não sou perfeito, que dirá perfeito para vc...
Quem disse que precisa ser assim?

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Ah.


Ah, pequeno por que me subverte assim tão docemente  aos teus despropósitos. Há tempos as borboletas, os arrepios e aquelas coisas todas que dizem por aí já não faziam minha cabeça dessa maneira tão simplista e irreal. Não diria para minhas amigas que és igualzinho aos meus sonhos mais pueris. Nada disso, não sou dessas meninas que criam seus pares imaginários e passam a vida a procura-los e seguem na vida sem perceber  que só existem mesmo em pensamento...garanto, todos esses sentimentos informes não estão apressados em definir nada. Esses são tempos de vida e nada que me prenda ou me faça preconizar os atos é viável.Porque nesse momento quero  a imcomprensão das palavras e o silêncio das estrelas através de beijos demorados e carinhos inesperados...As vezes até gostaria de ser a mulherzinha carinhosa e atenciosa que todo homem procura em substituição da própria mãe, mas meus instintos maternais não são tão fortes assim. Então, desculpa aí, se meu jeito nem sempre é fofinho. Saiba de antemão é na tua meninice e na tua desorganização espiritual onde encontro  aquilo que sempre procurei,  a paz da completude de ser um sem esquecer da existência do outro, de poder ser mulher sem apagar a menina dos olhos. Assim como o "Cérebro" quero conquistar o mundo, o teu mundo...sem ser obrigada a abandonar meu urso.Vem cá, pequeno...mesmo no verão há dias tortuosos de inverno. Entenda, se hoje te chamo é porque mesmo com as mãos vazias  tu me trazes sempre flores do campo.


segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Term of Use

Observar é interessante, comentar é obrigatório

Breves linhas

“Seja você quem for, agora, segurando a minha mão, sem uma coisa há de ser tudo inútil_ é um leal aviso que lhe dou, antes que continue a me tentar_ não sou aquele que você imagina, mas muito diferente. “ ---Walt Whitman----